Blog Widget by LinkWithin

terça-feira, 3 de março de 2009

mata mais que bala de revorvê

Se um dia nois se gostasse
Se um dia nois se queresse
Se nois dois se empareasse
Se juntim nois dois vivesse
Se juntim nois dois morasse


Se juntim nois dois drumisse
Se juntim nois dois morresse
Se pro céu nois assubisse
Mas porém acontecesse de São Pedro não abrisse
a porta do céu e fosse te dizer qualquer tulice
E se eu me arriminasse
E tu cum eu insistisse pra que eu me arresolvesse
E a minha faca puxasse
E o bucho do céu furasse
Tarvês que nois dois ficasse,
Tarvês que nois dois caisse,
E o céu furado arriasse e as virgi toda fugisse...
(Zé da Luz - Ai se sêsse)


Fiz duas camisetas inspiradas nas músicas do Cordel do Fogo encantado.

A primeira foi sobre o poema acima Ai se sêsse... de Zé da Luz, apropriado por Lirinha e sua trupe.
Não resisti e essa ficou pra mim!




A segunda camiseta foi inspirada na letra Quando o Sono não Chegar, e já tem dona também,
a Gi, que também faz camisetas e aonde estou colocando as minhas á venda na Benedito Calixto
(logo, logo, mais detalhes), apaixonou assim que viu. Eu também!

O prazer de quem tem saudade
é saudade todo dia
Ela é maltratadeira
Além de ser matadeira
ô saudade companheira
De quem não tem companhia
Eu vou casar com a saudade
Numa madrugada fria
Na saúde e na doença
Na tristeza e na alegria
Quando o sono não chegar
No mais distante lugar




Agradecimentos a minha modelo - literalmente gata, além de nora: Victória Regina.
Ela não é a rainha da Inglaterra, mas é um charme!

Bessos aos que passam!

Um comentário:

  1. Essa é a criação mais linda q já vi...rsrs
    exagerada como eu!
    Bjus amiga linda,sucesso para nós!!!

    Gi Souza

    ResponderExcluir